Mensagem do Presidente

Oeiras 15 de Junho de 2016

Caros Associados e companheiros de Mar.

É na qualidade de presidente da direcção da A.P.P.S.A. (Associação Portuguesa de Pesca Submarina e Apneia), eleito na passada Assembleia Geral de 29 de Abril do corrente ano, que vos apresento os meus cumprimentos.

Gostaria de agradecer ao meu amigo José de Sousa, o empenho que teve nestes anos, para levar a cabo todas as funções como presidente desta associação.

Uma imensa dedicação e esforço em prol da comunidade de Pescadores Submarinos e Apneistas com a paixão que nutre por esta actividade. Muitas horas dedicadas aos assuntos que deveríamos ter todos como nossos e com a responsabilidade de avançarmos quando chamados. Com muita pena minha, deixa a direcção, mas estará por perto integrando o Conselho consultivo. Bem hajas Zé e o meu obrigado!

O caminho faz-se caminhando e com a equipa reforçada, tenho a convicção absoluta de que a A.P.P.S.A. continuará a cumprir os seus desígnios e preparada para continuar a defender os interesses dos Pescadores Submarinos e Apneistas.

Novos e difíceis desafios se adivinham e esta paz aparente é muitas vezes camuflada com desenvolvimentos de bastidores que intencionalmente, ou não, acabam por prejudicar a nossa actividade.

O futuro Plano de Ordenamento dos Parques Naturais e a Legislação e a criação de Parques nos Arquipélagos do Açores e da Madeira, prevêem algumas batalhas difíceis que teremos todos que enfrentar brevemente.

É neste sentido que aproveito para apelar ao reforço e à manutenção da nossa Associação. Só com as cotas dos associados em dia e com a entrada de novos sócios é que poderemos ter a solidez e dimensão necessária para discutir ombro a ombro com as diferentes entidades aquilo que julgamos ser justo para as nossas modalidades.

Isto só será possível com a ajuda de todos. Mesmo aqueles que pouco tempo dispensam a um maior empenho nestas lides, devem entender que aquilo que usufruem na actual legislação e zonas de pesca, se deve em tudo, ao esforço dos companheiros de actividade, que marcaram e marcam presença com a sua cota, na continuidade da Associação. A Pesca submarina não vive sozinha, vive das entidades oficiais, F.P.A.S., Associações, Clubes, Marcas, entidades apoiantes e dos praticantes e só todos juntos se levaremos a modalidade a bom porto.

Sei que entre os milhares de Pescadores Submarinos é muito difícil gerar consensos e há e haverá sempre diferenças de opinião mas arrisco dizer que há um tema em que todos estamos de acordo, o nosso AMOR incondicional pelo MAR e pela Pesca Submarina e a vontade de poder ver os nossos descendentes praticar esta modalidade e que a mesma seja reconhecida como sustentável.

Nota-se um crescimento e um maior empenho por parte dos praticantes o que é de saudar. Os Grupos,as provas, encontros e eventos são um bom exemplo de tudo o que de positivo tem a modalidade.

Apelo a todos, como Pescador submarino, que nos unamos, relembrando a importância do que acabei de referir. Como pai de um “pescadorzinho submarino” de 10 anos quero que a Pesca Submarina seja uma modalidade de futuro e com futuro passada de Pai para filho, de geração em geração. É este sentir com o coração a nossa actividade, que faz de nós “pescadores submarinos”. É por esta paixão que devemos ser a primeira linha de defesa ética na protecção do MAR e dos seus Ecossistemas.

Um abraço

Armando Maçanita
Presidente da direcção